Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

cidadeagar

UMA NO CRAVO OUTRA NA FERRADURA

cidadeagar

UMA NO CRAVO OUTRA NA FERRADURA

UM VERDADEIRO SUCESSO

13.05.13, José Rocha

Até ao próximo dia 2 de junho está patente ao público, no Castelo de Viana do Alentejo, uma exposição de joalharia sustentável “Com o Património ao Peito”, de Anabela Marques. Ao todo são 16 conjuntos de peças – colares, pregadeiras, brincos e pulseiras – com imagens alusivas a monumentos do concelho.

Ao todo são 16 conjuntos de peças – colares, pregadeiras, brincos e pulseiras – com imagens alusivas a monumentos do concelho.
A exposição foi inaugurada no passado dia 10 de maio e contou com a presença de familiares e amigos. Anabela Marques, natural de Évora, onde nasceu a 7 de julho de 1982, é licenciada em pintura pela Universidade de Évora e possui uma pós-graduação em desenho de modelo – Nível Superior da Universidade de Belas Artes de Barcelona.
Em setembro de 2012, esta professora de artes visuais residente em Aguiar, passou a dedicar-se a tempo inteiro ao seu projeto pessoal e lançou a Idict by Anabela Marques, uma marca de joalharia sustentável de autor feita à mão a partir de plástico PET e edições antigas de revistas de arte, “que tem vindo a crescer de forma muito rápida”, utilizando uma técnica inovadora e original. Peças que, Anabela Marques classifica como sendo “muito leves, confortáveis e ergonómicas”.
A exposição tem a particularidade de utilizar imagens do património edificado e cultural das três freguesias do Concelho, dando “enfase a determinados pormenores pela sua beleza”. É o caso da Igreja Matriz, Igreja das Chagas e Anta, em Aguiar, Igreja Matriz, Ermida de São Geraldo, Jardim das Conchas, em Alcáçovas, Igreja Matriz de Viana do Alentejo e Ex-votos do Santuário de N.ª Sr.ª D’Aires.
O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo, Bernardino Bengalinha Pinto, presente na cerimónia de inauguração realçou a importância do ciclo de exposições iniciado em janeiro pelo munícipio, em parceria com a Junta de Freguesia local. O autarca condidera que, para além de divulgar todas as manifestações do concelho, o importante é valorizá-las e dá-las a conhecer a todos quantos nos visitam.

 

 

 

Visto AQUI