UMA NO CRAVO OUTRA NA FERRADURA
Domingo, 4 de Agosto de 2013
DISCURSO DO ALEXANDRE NA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATOS EM AGUIAR

 

Caras amigas, caros amigos:

 

Como não poderia deixar de ser, começo por agradecer a vossa presença.

 

Agradeço, de seguida, a todos quantos nesta fase inicial se disponibilizaram de forma carinhosa, mostrando que quando se trata de convicções, nada é mais importante. Quanto mais não fosse, pela esperança que depositaram em nós. Não vos iremos desiludir neste combate que hoje começa.

 

Nunca deixei de obedecer à minha consciência em primeiro lugar e não a qualquer outra doutrina. Sou militante de um partido político, encabeço uma candidatura ligada a um partido político, mas não me sinto, nem um pouco, limitado na minha independência e na maneira de estar na vida. Sou, antes de mais, um cidadão que não hesita em trocar a sua segurança por liberdade.

 

Toda a minha vida me orientei por princípios com que convivi desde cedo, como pensar pela própria cabeça, independentemente do meio onde me encontrasse. Desde cedo que não consigo deixar de participar na vida da minha terra, nunca deixando dúvidas quanto à minha forma de estar. Honrarias nunca as tive, nem as procurei, tendo-me bastado até agora ter tentado ajudar a construir uma terra melhor.

 

Cresci numa terra única, Aguiar, presa a um passado que muitas vezes se renega, mas com um potencial futuro que um presente esgotado não permite que aconteça. Será difícil encontrar terra que pudesse ir mais longe que Aguiar, mas simultaneamente ficasse tão presa por causa de quem não a conseguisse afirmar para além do óbvio e, mesmo assim, muitas vezes da forma menos inspirada. Se há hipótese de mudar este estado de coisas, não quero deixar de dizer presente e de o fazer com base naquilo que sempre acreditei que deve ser a atuação política:

 

Responsabilização, transparência, ambição, exigência, independência e dedicação ao interesse público como pilar de todo o resto. Ao longo dos anos sempre defendi este conjunto de valores.

 

Abraço este desafio por ter a consciência que esta é a altura para pôr em prática todo o conjunto de valores que defendo para a atuação política. E por ter consciência que, pretexto a pretexto, o palco da política vai sendo abandonado a favor daqueles que, numa sociedade exigente, dificilmente conseguiriam ter qualquer trabalho com responsabilidade mínima em mãos. Não há idades para participar em projetos destes, nem qualquer outro requisito prévio que não aquele de ter vontade de mudar para melhor o mundo em que vivemos.

 

Pertenço a uma geração em que muitos, para o futuro que ambicionavam, não puderam fazer a escolha de ficar em Aguiar, Viana, ou mesmo em Portugal. E pertenço a uma geração que não só não aproveitou apenas parte da janela de oportunidade que o 25 de Abril nos deu, como vê o seu futuro cada vez mais hipotecado, presa entre um mercado de trabalho desencorajador e uma reforma incerta. É esta geração, que tal como eu, que quer constituir e sustentar a sua família, a quem cabe dar voz, aprendendo e sendo acompanhada por quem, sendo mais velho, deu mais de si do que recebeu e não desdenhando quem, sendo mais novo, vive uma ilusão de futuro mais risonho, com a força e a determinação para ajudar a transformar o nosso quotidiano para melhor.

 

E é por todos estes motivos que aqui estou hoje: porque sei do que sou capaz, porque sou livre, porque amo a minha terra e porque sei que só indo a votos posso ser eleito para um cargo executivo, onde mais que lidar com os problemas das pessoas posso ajudar a resolvê-los.

 

Escolho candidatar-me à freguesia de Aguiar, em vez de ficar noutras paragens ou longe desta luta, não porque ache que sou imprescindível ou indispensável, mas porque quero participar nas decisões que moldam o nosso futuro. Quero participar porque tenho ideias, vontade e porque sei que, não sendo representante de todos, coloco o interesse da minha terra à frente de tudo.

 

Para mim, se dúvidas houvesse, rapidamente se desfizeram: não posso acusar os outros de laxismo ou oportunismo, se quando tive a oportunidade de avançar, ainda por cima a liderar um projeto, ficasse à espera de uma incerta mudança de ares.

 

Este é um desafio que abraço, convicto de que está na altura de mudarestá na altura de regenerar… está na altura de mostrar que não há razões para receios… está na altura de exigir e responsabilizarestá na altura de mais que dizer, fazer! E ser responsabilizado quando se fizer mal. Não apenas nas urnas, mas todos os dias enquanto durar o mandato. Está na altura de gerir responsavelmente, de forma consciente e de forma a responder aos problemas do maior número de cidadãos possível.

 

Tenho o objetivo de ganhar a eleição à Assembleia de Freguesia, ser eleito Presidente da Junta. Mas se não ganhar a eleição para a Assembleia de Freguesia afirmo desde já, e de forma clara, que assumirei o mandato e exercê-lo-ei até ao fim, sem mágoas ou arrependimentos, mas sempre a lutar pelas minhas ideias. Alguns discordarão desta referência, mas a transparência a isso me obriga. A atuação política não se compadece com táticas que, ao longo dos anos, apenas têm servido para denegrir a imagem da política e dos políticos.

 

No entanto, afirmo-vos, olhos nos olhos, que tudo farei para ganhar esta eleição, ouvindo, discutindo, propondo soluções e escolhendo as melhores opções para mudar a forma como a Freguesia é gerida.

 

Não serei um comissário político à espera de instruções de um partido, nem serei um agitador de serviço à procura de palco para protagonismo. Não serei alguém que dirá aos eleitores aquilo que eles gostam de ouvir, mas sim quem lhes mostrará a realidade, explicando as opções tomadas. Serei, antes de mais, um defensor intransigente dos interesses da população, representando-a e gerindo a Freguesia sempre com o maior respeito por todos, independentemente das divergências que existam ou surjam.

 

Estarei com a freguesia, pela freguesia, para a freguesia. Não tenham quaisquer dúvidas quanto a esse compromisso.

 

Candidato-me não porque preciso de um qualquer cargo para sobreviver, mas sim porque acredito nas minhas capacidades e, sobretudo, acredito nas capacidades de quem me rodeia, sabendo que em conjunto, seremos capazes de fazer a diferença e tomar as melhores decisões, mesmo perante as escolhas mais difíceis.

 

Sei-o, porque perante a escolha de avançar e fazer algo de real pela nossa terra, eu e quem me acompanha disse que sim, mesmo prejudicando a sua vida pessoal, familiar ou profissional. Quem o fez, escolheu acompanhar-me, o que muito me honrou e muito me orgulha. Retirei algumas pessoas do seu merecido descanso, outras da sua azáfama profissional, outras ainda fiz questão que iniciassem o seu percurso de cidadãos de plenos direitos envolvidos numa luta de nobres convicções. O mérito não é meu, mas sim de todos os que, desafiados a exercer os seus direitos cívicos, trocaram a segurança pela liberdade e que, agora, perante vós, e na minha pessoa, vos garantem que podem ficar tranquilos. Que a escolha que fizeram foi, na hora da verdade, a única possível: Escolheram Aguiar.

 

Candidatamo-nos com uma bandeira simples: queremos afirmar a Freguesia de Aguiar. Queremos que a Junta de Freguesia, no exercício das suas competências definidas por lei, assuma um papel determinante na vida da população da freguesia. Conhecemos a realidade. Conhecemos as limitações. Sabemos que será difícil, mas comprometemo-nos a fazê-lo. Queremos uma Junta de Freguesia que não tenha receio de exercer as suas competências e que as explore até ao limite, porque esta será uma autarquia capaz de modificar, de forma permanente e positiva, a vida dos seus cidadãos.

 

Acreditamos que a Junta tem de ser capaz de ter a sua própria voz, gerir os seus próprios recursos e exercer os seus plenos poderes, não aceitando, enquanto autarquia de primeira linha ser considerada como mero capataz.

 

Defendemos que a Junta tem de ser capaz de potenciar o seu património humano, natural, histórico, cultural e ambiental.

 

Há que ter a ambição de criar uma agenda cultural e desportiva que não se esgote em eventos periódicos. Uma agenda assente em diversidade, regularidade e qualidade em articulação com a agenda municipal, que recorra essencialmente à divulgação das várias artes, que permita um envolvimento dos cidadãos e que anime espaços. A Junta deverá ser um interlocutor privilegiado para proporcionar esse tipo de parcerias. Usemos o voluntariado como forma de divulgação e exploração de vestígios arqueológicos, por exemplo, identifiquemos os locais que fazem a história desta terra. Vamos fazer com o que enriquece toda a Freguesia, mais que meramente divulgado, se torne alvo de procura por parte de quem aqui viva ou nos visite.

 

Escolher Aguiar é querer ter uma Freguesia que assuma e valorize a sua herança social, natural e cultural para que se diferencie e se afirme!

 

Defendemos que a Junta tem que gerir melhor o crescimento de toda a Freguesia, com recurso a melhor planeamento.

 

Trataremos de forma igual o que é igual e diferente o que é diferente. Responderemos perante cada uma das dificuldades, da maneira que elas exigirem ser abordadas. Defendemos que a população deve ser ainda mais envolvida na procura das suas próprias soluções. Defendemos uma maior participação dos habitantes da freguesia na tomada das decisões que os afetam verdadeiramente.

 

Escolher Aguiar é optar por um modelo de gestão autárquica feito com os cidadãos e para os cidadãos!

 

Defendemos uma aposta clara na área do Apoio Social.

 

Pretendemos participar numa rede de voluntariado que, envolvendo cidadãos de várias idades, dê respostas para os problemas sentidos por todos, assegurando apoio social, garantindo uma componente de formação cívica dirigida aos mais novos, envolvendo-os desde cedo na vida comunitária e responsabilizando-os enquanto cidadãos. Não pretendemos substituirmo-nos a ninguém, mas sim ajudar a aumentar a capacidade de resposta existente para aqueles que necessitam de uma ajuda específica, ao mesmo tempo que criamos um verdadeiro serviço cívico que tenha reflexos positivos na nossa comunidade.

 

Escolher Aguiar é permitir a quem cá viveu toda a sua vida, que vai vivendo ou quem queira vir para cá viver, ver a sua qualidade de vida melhorada!

 

A Junta de Freguesia é uma autarquia extraordinariamente importante, na primeira linha da resolução de problemas reais das pessoas. Para isso há que assumir, sem complexos, que uma autarquia é uma instituição com um papel político próprio e único, submetendo-se apenas aos seus cidadãos. Chegou, finalmente, a altura da Junta de Freguesia de Aguiar assumir o seu papel.

 

Não vamos prometer mundos e fundos, porque conhecemos todas as limitações existentes. Comprometemo-nos isso sim, a dar o nosso melhor para o melhor de Aguiar.

 

Perante vós, mais que um candidato, uma lista ou um projeto, há uma escolha: qual é o caminho que querem a seguir? O caminho mais percorrido?É Mais conhecido, sem dúvida, mas também o mais esgotado. Ou o caminho menos percorrido? O da ambição, o dos projetos próprios, o da vontade, o projeto dos aguiarenses que não aceitam que lhes imponham factos consumados.

 

A escolha pertence-vos, pertence à vossa consciência e para a tomarem, única e simplesmente, pedimos que nos ouçam e questionem. Que participem. Que exijam.

 

Não temos inimigos, temos adversários.

 

Não temos crenças, temos convicções.

 

Não temos apenas ideias, temos projetos.

 

Não temos uma lista, temos uma equipa.

 

Não temos sonhos, temos ambições.

 

Queremos o futuro e queremo-lo agora. Queremos que o vosso voto conte, queremos que o vosso voto mais que legitimar a melhor representação na Freguesia, não se esgote no dia 29 de Setembro de 2013. Queremos que o vosso voto nos acompanhe durante 4 anos e nos lembre, como se algum dia fosse possível esquecer, que estamos lá, em nome de todos, para fazer a diferença.

 

Hoje, para mim, não é apenas um dia qualquer. Apresentei-me perante vós e digo que sou capaz. Assumo a promessa mais sagrada que um cidadão pode assumir perante a sua comunidade. Peço-vos que em mim depositem o que de mais importante uma comunidade pode dar: a sua confiança.

 

Mas entre um momento e outro, tenho o enorme e imenso desafio de vos provar que eu, e quem me acompanha, seremos dignos merecedores da vossa confiança e de toda uma freguesia que aguarda impacientemente por um futuro melhor.

 

Vamos em frente, meter mãos à obra, vamos ganhar Aguiar!  Muito obrigado.



publicado por José Rocha às 11:54
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Anónimo a 4 de Agosto de 2013 às 14:26
Excelente discurso, quero dizer que até fiquei com pele de galinha.
Obrigado zé luis por publicares, por acaso não tens por ai o discurso do António Inacio.
É que seria bom fazermos a comparação.


De Anónimo a 5 de Agosto de 2013 às 09:59
tambem acho que se devia comparar, melhor forma de tomar decisao. .
e alem disso alguem que ja esteve no lugar de presidencia. . mais conhecimento da posiçao a ocupar


De Anónimo a 5 de Agosto de 2013 às 11:31
Muito bem Alexandre, enquanto tu mostras grande vontade de fazer algo pela nossa terra, o teu Adversário António Inacio diz na mercearia do merlo que não queria e que só aceitou porque os "outros" queriam que ele fosse candidato.


De anonimo a 5 de Agosto de 2013 às 22:42
A melhor apresentação de sempre de candidatos em Aguiar, contem com mais um voto. Assim sim, a nossa vila merece.


De MANEL PARVO a 11 de Agosto de 2013 às 23:53
AMIGOS SÒ TENHO PENA DE NÂO SABER QUAL O MOTIVO QUE PUSERAM O RATO FORA DAS LISTAS???

DEIXOU SE SER IMPORTANTE PARA ELES???? QUEM MANDA È O PARTIDO E NÃO O POVO:

VOTEM MAIS CDU QUE VÂO VER O QUE LHE ACONTECE!!!!!

ESTE EXECUTIVO DEVIA TER FECHADO A TORNEIRA À JUNTA QUE ERA O QUE ELES FIZERAM À JUNTA DE VIANA MUITOS ANOS:


De Anónimo a 6 de Agosto de 2013 às 14:21
Vamos todos trabalhar para incluir Aguiar na dinâmica de progresso e modernidade que está a ser imprimida ao Concelho.
É preciso mudar mentalidades e pensamentos retrógados. O nosso caminho está ali á frente e não no passado.
Força Aguiarenses, unidos pelo concelho, vencerão


De Anónimo a 7 de Agosto de 2013 às 16:48
Amigos Aguiarenses
Não deixem o vosso futuro e as decisões importantes para a vossa terra serem resolvidas nas sedes do Partido Comunista. Pensem pela vossa cabeça.
Aguiar não pode ficar para trás, porque é a fregusia do concelho com mais potencialidades para crescer e desenvolver-se.


Comentar post

Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
Visitantes

hit counter
Diamond Rings

posts recentes

O Fabrico de Chocalhos já...

Aguiar tem restaurante no...

COMEMORAÇÕES DE SÃO MARTI...

ALMOÇO DOS GANHÕES - 2015

RECANTOS - VIANA DO ALENT...

COSTA DA SILVA - CABEÇA D...

7ª MARATONA BTT AGUIAR - ...

RECANTOS DE ÉVORA

AMIGOS DO ALHEIO

Ilumina-me

Experiencias

ANTONIO ZAMBUJO AO VIVO...

Experiencias

Ofício dos chocalhos cand...

Experiencias

arquivos

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

links
participar

participe neste blog

subscrever feeds