UMA NO CRAVO OUTRA NA FERRADURA
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007
PATRIMÓNIO DE AGUIAR - PORMENORES

0000x428

 

Igreja das Chagas ou Senhor dos Passos

(pináculos piramidais e muita vegetação)

 

0000ybhh

 

Igreja Matriz

(Gárgula de mármore  tipo canhão e as telhas! )

Fotos de José Luis Rocha



publicado por José Rocha às 14:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007
ALCAÇOVAS: AUTORIDADES SUSPEITAM DE ASSALTO
     
 
O desaparecimento de alguns valores e o furto da viatura da mulher de 49 anos, que foi encontrada morta na sua casa em Alcáçovas, ontem à noite, vem reforçar as suspeitas de assalto à casa da vítima.
Segundo o capitão Manuel Jorge, da Brigada nº 3 da GNR, o veiculo ainda não foi encontrado.
“Foi furtado um veículo, um Peugeot verde de matrícula francesa, pertença do casal e que se encontra desaparecido”, revelou à DianaFm o responsável.
Desta forma, as autoridades suspeitam que terá havido um assalto à casa da vítima.
“O desaparecimento de valores e também do veículo aponta para a hipótese de um assalto”, disse o Capitão Manuel Jorge.
O corpo da mulher será autopsiado ainda esta quarta-feira, sendo que poderá trazer elemento importantes para a investigação, que entretanto foi entregue à Polícia Judiciária.
Fonte DianaFM
Editado por José Luis Rocha


publicado por José Rocha às 21:36
link do post | comentar | favorito

CAMPEONATO DISTRITAL DE FUTEBOL

Mais uma vez o G C D de AGUIAR vai participar no Campeonato Distrital de Futebol da 1ª Divisão do Distrito de Évora, na Série A.

 Equipas Participantes:


Casa do Povo de CABRELA
Futebol Clube de SANTANA DO CAMPO
Grupo Cultural e Desportivo AGUIAR
Grupo Cultural e Desportivo
FAZENDAS DO CORTIÇO
Grupo Desportivo Unidos da GIESTEIRA

Lusitano Clube Desportivo Arraiolense
LUSO Futebol Clube
MORENSE
Sport Clube
ALCAÇOVENSE
Sport Clube BROTENSE
VALENÇAS Sport Clube
Grupo Desportivo e Cultural SANTO ANTÓNIO a)
Grupo Desportivo e Recreativo CANAVIAIS a)

a) Colocação dos clubes na Série A e na Série B
por sorteio

A primeira jornada realiza-se no Sabado dia 29 de Setembro de 2007


 



publicado por José Rocha às 12:35
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 28 de Agosto de 2007
FONTE DO PASSO

000089fs

 

A povoação de Aguiar foi abastecida, durante centúrias, pela FONTE DO PASSO, situada nas Romeirinhas e de acesso pela Azinhaga da Fonte, a cerca de 500 metros do lado oriente.

Primitivamente de mergulho sofreu, através dos tempos, as necessárias melhorias e ulterior cobertura de alvenaria escaiolada, que se refez no anos de 1936.

Tem arcada de três arcos redondos e cúpula gomeada, envolvida por coruchéu piriforme, poiais de pedra e pequena tanqueta anexa, destinada ao gado caprino e ovino.

In Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Évora, por Túlio Espanca, Lisboa, 1978.

Editado por José Luis Rocha

 

 



publicado por José Rocha às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

IGREJA MATRIZ Nª Srª DA ASSUNÇÃO

A igreja paroquial de Aguiar foi fundada em épocas muito remotas, possivelmente à sombra do padroado do rei D. Dinis e do donatário medieval Fernão Gonçalves Cogominho. Já é citada em documentos régios do ano de 1320 e o seu primeiro prior conhecido foi o bacharel da Sé de Évora Afonso Esteves. A igreja primitiva perdeu-se nos princípios do século XVI e, do período manuelino é a abside subsistente, que foi melhorada por determinação de D. Martinho, após a Visitação de 1534, tendo sido, então, recoberta a nave de travejamento de madeira e recomposto o alpendre da fachada, hoje desaparecido. Estava como seu reitor, na altura o P. João Lopes, sucedendo-lhe o humanista eborense Mestre André de Resende, que custeou a montagem do retábulo da capela - mor, infelizmente perdido em meados do século XVIII.

Teve as seguintes confrarias: Senhora da Assunção (titular), Senhora do Rosário, Senhora das Candeias, Almas e Senhor Jesus, Santo António e São Sacramento.

De frente ao ocidente e situada no antigo Rossio da vila, na passagem da Estrada Real, sofreu uma profunda alteração na fachada, em data imprecisa do século XVIII, que lhe modificou , estruturalmente, os primitivos volumes arquitectónicos. A sóbria e pobre obra subsistente, tem portal granítico, adintelado, frontão triangular, rematado por cruz de pedra, coruchéu no extremo norte e no oposto robusto campanário agudo, de alvenaria decorada por esgrafitos artísticos, com dois olhais e igual número de sinos de bronze fundido, estando o mais antigo, com grande cruz relevada, de andares e estrelóide, cronografado de 1772.

O actual sino das horas, que substituiu o primitivo, é moderno e foi colocado na altura de inauguração do relógio, precisamente no óculo de iluminação do edifício, tendo sotoposta, a lápida marmórea que assinalava o evento.

Na face sul da nave vê-se, obstruído, o portal gótico, relíquia pétrea de templete quatrocentista.
Maior curiosidade conserva a abside, contemporânea do priorado de mestre André de Resende, rasgada por frestas graníticas e gigantes esquinados, com remates de gárgulas de mármore, do tipo canhão.
No lado oposto fica a sacristia, da mesma época e de secção cupular, com telhado de linhas radiadas, envolvido por pináculos esferóides.

Interiormente, o corpo da nave está disposto em planta rectangular e com abobadilha redonda, púlpito, capela baptismal, de arco de pilastras e pia marmórea e duas taças para a água benta do mesmo material e singelas, coevas entre si, completam o recheio artístico do edifício.
Nas faces laterais rasgam-se duas capelas de arcos plenos, que dão pelos títulos (Evangelho): N.ª Sr.ª das Candeias, a qual, em trono improvisado, ostenta N.ª Sr.ª do Rosário, Santo António e S. José. O altar paralelo está consagrado a Cristo Crucificado e às Almas. Venera-se também as esculturas de S. Sebastião e S. Luís Bispo, ambos aparentemente seiscentistas.

A capela-mor mantém os volumes arquitectónicos dos seus fundamentos gótico-manuelinos. De planta quadrangular é aberta por elegante arco mestre de meio ponto, granítico, composto por colunelos duplos, bases pentagónicas abotoadas de discos e cunhas, e capitelação floral, cordiforme. A abóbada também está profusamente decorada. Subsistem vestígios de pinturas murais.
Tem altar de talha policromada da arte rococó, com duas colunas coríntias, onde se expõe a padroeira, N.ª Sr.ª da Assunção, esculpida em madeira estofada e de certo merecimento artístico. 

In Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Évora - Túlio Espanca, Lisboa, 1978.

Editado por José Luis Rocha



publicado por José Rocha às 21:59
link do post | comentar | favorito

IGREJA DAS CHAGAS OU SENHOR DOS PASSOS - AGUIAR

Está voltada para o lado sul e apresenta sóbria silhueta de modesta arquitectura popular, de grossa alvenaria rebocada, valorizada pelos dois portais adintelados - principal e lateral poente - esculpidos em mármore branco e jambas de tipo de corda saliente.

A frontaria, flanqueada ao nascente por torre de dois olhais, cúpula embandeirada envolvida de pináculos piramidais, tem frontão triangular, luneta, volutas com enrolamento e fogaréus angulares.
O corpo interior, de planta rectangular e cobertura de meio canhão, distribui-se em nave, coro de gradaria de madeira, e capela-mor.
A capela-mor é antecedida por arco mestre de volta perfeita, apilastrado, recoberto de pinturas a fresco, de execução de duas épocas e mãos diferenciadas: o primeiro núcleo, com elementos de arquitecturas perspectivadas, de fins do século XVIII, e o conjunto de temas do Calvário de Jesus e de N.ª Sr.ª da Piedade, de alvores de oitocentos, acrescidos por medalhões florais. Esta composição estende-se pela cúpula, octogonal e respectiva lanterneta.
No improvisado altar encontra-se a imagem de N.ª Sr.ª da Piedade, escultura de roca e véstias bordadas a ouro e prata e, na banqueta, lateralmente, expõem-se S. Pedro Apóstolo e S. Barnabé. Sotoposto à mesa do celebrante, vê-se o Senhor Morto, metido em túmulo envidraçado, e de discreto entalhamento dourado, sendo o fundo do mesmo recoberto por ornatos pintados.
Na sacristia existe um lavabo marmóreo, esculpido com arcanjo esvoante e de frontão de cruz relevada, tendo no mesmo o cronograma 1738.

In Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Évora - Túlio Espanca, Lisboa, 1978.

 

Editado por José Luis Rocha

 




publicado por José Rocha às 21:53
link do post | comentar | favorito

Domingo, 26 de Agosto de 2007
Dizeres e Aforismos
"Aquele gaiato dum cabrão, é mais fino que lã de cágado!"


publicado por José Rocha às 14:38
link do post | comentar | favorito

Sábado, 25 de Agosto de 2007
Cante Alentejano

Taberna do Tio Lucas - Cuba Alentejo

 

Que coisa linda até arrepia.



publicado por José Rocha às 13:02
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 24 de Agosto de 2007
ELVIS PRESLEY

Ultima musica cantada antes da sua morte.



publicado por José Rocha às 14:45
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007
CENTRO DE DIA DE AGUIAR

Obra de Santa Engrácia0000w2gb

 



publicado por José Rocha às 21:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

ALGUMAS RUAS DE AGUIAR

Rua Cidade Agar

0000p233

 

Rua Cravo Vermelho

0000rt87

 

Loteamento Forno do Tijolo

 

0000kg7c

 

Loteamento do Poceirão

 

0000q46b

 

Fotografias de José Luis Rocha



publicado por José Rocha às 14:14
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 13 de Agosto de 2007
Aventura Taurina

                      Domingo dia 12 de Agosto nova caminhada com passagem muito corajosa pelo Monte da Pina.

0000fkzh

 

Fotografia de José Luis Rocha



publicado por José Rocha às 13:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
HISTÓRIA DA FREGUESIA

 

 

Segundo documentos antigos a fundação de Aguiar emerge de um obscuro Agar - origem toponímica de tradição oral local, divulgada na historiografia por Túlio Espanca.

Em 1269 foi concedida a Aguiar carta de foral por Estevão Rodrigues e D. Marinha Martins, segundo o modelo de Santarém. A carta de foral foi, posteriormente, confirmada por D. Dinis e reformada, em 1516, por D. Manuel I. Mais tarde, a vila de Aguiar passou a ser incorporada na Casa dos Condes-barões de Alvito, onde permanece até extinção dos vínculos.

Em 1389, é atestada a sua importância como povoação vizinha ao Concelho de Évora através de referência a um Caminho de Aguiar.

A proximidade do antigo itinerário romano Évora-Beja e a passagem de uma importante canada serrana, trouxeram à povoação de Aguiar alguma importância estratégica na ligação ao Alto ao Baixo Alentejo.

Uma figura dos tempos áureos é o pároco André de Resende (1500-1573) que ali viveu no século XVI e, muito contribuiu para o desenvolvimento económico e cultural a localidade. Foi amigo e correspondente de Erasmo e professor dos Infantes. É-lhe atribuído o facto de ter citado, pela primeira vez, o nome Lusíadas como sinónimo de Portugueses, na obra Encomium Erasmi.

Na vila de Aguiar são escassos os monumentos, no entanto, a arquitectura popular e a riqueza das suas tradições são o seu cartaz de visita.

 

Retirado do Site da CMVA

Editado por José luís Rocha



publicado por José Rocha às 23:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007
RESERVA NATURAL

0000cb3e

 

Fotografia de José Luís Rocha

 

Objectivo - Proteger alguns animais em vias de extinção??????



publicado por José Rocha às 14:51
link do post | comentar | favorito

PONTE - RIBEIRA DAS MURTEIRAS (AGUIAR)

0000d8k20000ekhk

 

 

 

Fotografias de José Luís Rocha



publicado por José Rocha às 14:28
link do post | comentar | favorito

Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
Visitantes

hit counter
Diamond Rings

posts recentes

O Fabrico de Chocalhos já...

Aguiar tem restaurante no...

COMEMORAÇÕES DE SÃO MARTI...

ALMOÇO DOS GANHÕES - 2015

RECANTOS - VIANA DO ALENT...

COSTA DA SILVA - CABEÇA D...

7ª MARATONA BTT AGUIAR - ...

RECANTOS DE ÉVORA

AMIGOS DO ALHEIO

Ilumina-me

Experiencias

ANTONIO ZAMBUJO AO VIVO...

Experiencias

Ofício dos chocalhos cand...

Experiencias

arquivos

Dezembro 2015

Novembro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

links
participar

participe neste blog

subscrever feeds